Uma última boa ação

10/05/2013

imagesMesmo que esteja bem longe de você morrer, é bom deixar uma listinha ou até preparar um documento formal com seus últimos desejos verdes. Em um momento difícil, provavelmente ninguém da família e nem seus amigos vão ter cabeça para se preocupar com isso. E mesmo que pensem nisso, talvez não saibam quais as melhores escolhas a fazer em prol da natureza.

Cada vez mais gente tem procurado deixar esse mundo da mesma maneira como tentou viver por aqui: cuidando do meio ambiente. Por isso, separamos algumas dicas para você fazer com que a sua despedida seja mais amigável ao meio ambiente.

– A cremação é uma ótima opções para quem quer ter uma despedida “verde”, já que a decomposição do corpo produz materiais tóxicos para o meio ambiente.

– Em vez de flores, que tal pedir que os amigos doem o valor das coroas para instituições de caridade?

– Quem precisa de um local para se lembrar de quem partiu pode optar por colocar as cinzas no Bosque In Memoriam, um local de natureza preservada mantido pelo Crematório Metropolitano.

– Caso o desejo seja espargir as cinzas na água, o Crematório Metropolitano dispõe de urnas hidrossolúveis se dissolvem ao entrar em contato com a água, respeitando a vontade de quem quer ter as cinzas colocadas no mar e a natureza, por não deixar vestígios poluentes no local. posição do corpo produz materiais tóxicos para o meio ambiente.

– Em vez de flores, que tal pedir que os amigos doem o valor das coroas para instituições de caridade?

– Quem precisa de um local para se lembrar de quem partiu pode optar por colocar as cinzas no Bosque In Memoriam, um local de natureza preservada mantido pelo Crematório Metropolitano.

Captura de Tela 2013-05-10 às 17.43.03

– Caso o desejo seja espargir as cinzas na água, o Crematório Metropolitano dispõe de urnas hidrossolúveis como essa da foto ao lado, que se dissolvem ao entrar em contato com a água, respeitando avontade de quem quer ter as cinzas colocadas no mar e a natureza, por não deixar vestígios poluentes no local.

 

 

 

(Fonte: Superinteressante)

 

 

 

 

 

Deixe o seu comentário

Posts mais populares