O funeral havaiano

27/07/2011

Você já viu aqui no blog como são os funerais japonês e ganês. Hoje, falaremos sobre as tradições havaianas de despedida.

Os funerais havaianos são, geralmente, realizados à tarde ou ao pôr do sol. Podem ser tanto ao ar livre quanto no interior das casas, e sua principal característica é a rememoração da vida e dos feitos da pessoa que se foi.

A família, tradicionalmente, é a responsável pelos preparativos do funeral; caso nenhum familiar esteja presente, cabe aos amigos mais próximos do falecido a tarefa de preparar a comida, produzir os adereços de flores que os convidados usarão (como colares e grinaldas), e narrar os acontecimentos marcantes da vida do morto. Nos funerais modernos, é comum a exibição de vídeos e fotos da pessoa.

Os familiares e amigos geralmente usam branco, ou estampas florais, tipicamente havaianas, sendo que o preto é evitado. A música está sempre presente, seja com corais, bandas ou simplesmente o som do ukelele, pequeno instrumento de cordas similar a um cavaquinho.

O enterro se dá geralmente no final da tarde. Caso se tenha optado pela cremação, as cinzas são lançadas ao Oceano Pacífico, acompanhadas de muitas flores, e uma pequena “procissão” em caiaques e pranchas de surfe.

Os havaianos acreditam que a cerimônia de despedida serve, principalmente, para celebrar a vida daqueles que se foram, e consolar seus entes queridos, lhes permitindo seguir em frente.

No vídeo abaixo, você confere a despedida do cantor havaiano Israel Kamakawiwo’ole, conhecido como IZ.

Fonte: Joan Namkoong. Family Traditions in Hawaii. Honolulu: Bess Press, 2004.

Posts mais populares