Estilista desenvolve roupas para funerais

20/07/2011

Enquanto vestia o corpo do avô para seu funeral, a estilista australiana Pia Interlandi começou a pensar sobre todos os detalhes que envolviam aquela tarefa. Percebeu que era exatamente com isso que queria trabalhar.

Pia desenvolve modelos especialmente utilizados como mortalhas. Suas maiores preocupações são a utilização de tecidos ecologicamente corretos, e que proporcionem conforto tanto ao corpo que está sendo sepultado, quanto aos familiares, respeitando as individualidades de cada um. “É preciso ter certeza de que o tecido escolhido é belo e conveniente à pessoa morta”, diz a estilista.

Em seu site oficial, é possível conferir um ensaio artístico do grupo de dança TYC, usando alguns modelos desenvolvidos por Pia.

Fonte: G1

Memória e Ecologia: designers revestem mausoléu com grama

29/06/2011

Uma dupla de designers recebeu autorização do governo da Letônia para trabalhar com um mausoléu histórico do Grand City Cemetery, em Riga, capital do país.

O mausoléu em estilo grego, utilizado pela elite mercante letã dos séculos 18 e 19, teve seu exterior completamente revestido de grama.

Durante o período da ocupação soviética, o Grand City Cemetery sofreu diversas depredações; o trabalho dos designers é parte da iniciativa de restaurar locais históricos do país. Além disso, Letônia tem quase metade do seu território coberto por florestas, e o turismo ecológico é uma atividade forte, o que torna ainda mais interessante a iniciativa de juntar memória, ecologia e arte de uma maneira tão inusitada.

Fonte: Arts Admin

Posts mais populares