O Sepultamento Muçulmano

23/12/2011

Assim como no judaísmo, cristianismo e em outras religiões, os muçulmanos acreditam que a vida é uma preparação para uma nova existência. A morte, desta forma, é um dos momentos de maior significância para a comunidade muçulmana, pois marca a transição para uma nova vida. O enterro, por sua vez é um ritual religioso de grande importância para purificar o corpo do morto e para seus parentes se lembrarem da sua existência na Terra.

Os muçulmanos crêem que o destino das almas dos mortos é decidido pelos anjos, ao julgar sua vida. De acordo com os ensinamentos do profeta Mohamed, quando uma pessoa morre, há três coisas podem influenciar: sua caridade em vida, o conhecimento que transmitiu e as orações que recebe.

Antes do ritual de sepultamento, o corpo é banhado por um membro da família, enquanto versos do Alcorão e orações são recitadas – se for uma mulher, seu cabelo também será lavado e trançado. Assim, o corpo é purificado das coisas terrenas. Em seguida, é enrolado em um tecido branco de algodão, e colocado em um caixão simples de madeira, sem nenhum tipo de adorno. Ao chegar ao cemitério, o corpo é removido de dentro do caixão, e sepultado diretamente na terra, apenas envolto em sua mortalha branca, com o rosto voltado para Meca, a cidade sagrada dos muçulmanos.

O enterro deve acontecer o mais rapidamente possível, de preferência, no dia seguinte à morte. Rituais em memória são realizados em mesquitas no segundo e no sétimo dia após o enterro.

Fonte: Galileu

Deixe o seu comentário

Posts mais populares