Histórias do Cemitério da Recoleta

27/08/2012

Além da já tradicional visita à tumba da Evita, o cemitério da Recoleta, o mais famoso e tradicional da Argentina, guarda outras interessantes histórias.
O blog Aires Buenos reuniu e publicou cinco delas. As histórias mostram que, além dos mausoléus e da arte cemiterial, conhecer as histórias do lugar torna sua visita bem mais interessante. Confira hoje a quarta história desta série.

4. Salvador María del Carril e Tiburcia Dominguez, o rancor eterno

Salvador María del Carril foi vice-presidente constitucionalista, governador de San Juan e Ministro de Governo, porém é lembrado no cemitério pelo péssimo relacionamento que tinha com sua esposa Tiburcia.
Depois de uma briga horrível, o casal deixou de se falar e assim ficaram por mais de 30 anos. Del Carríl, inclusive, fez uma carta pública dizendo que estava cansado das dívidas da mulher e não pagaria mais nenhum centavo do que ela devia.
Quando ele faleceu, sua esposa fez um mausoléu lindíssimo para o marido, com uma estátua olhando para o sul. Quinze anos depois, quando Tiburcia morreu, seu último desejo era que seu busto fosse colocado de costas para o de Del Carril, já que seu ódio duraria toda eternidade. Continuam sem se falar e se olhar desde então.

Deixe o seu comentário

Posts mais populares